Logo ME

5 heróis homens dos quadrinhos que já foram estuprados

Às vezes tratado com seriedade, às vezes como mero alívio cômico, o estupro masculino é algo que também acontece na Marvel e na DC

1) HOMEM-ARANHA

QUANDO: Spider-Man/ Power Pack #1 (1984)

 (Reprodução/Marvel)

Essa história foi publicada pela Marvel em parceria com o Comitê Nacional para Prevenção de Abuso Infantil e servia como uma espécie de alerta público. A trama na verdade se passa quando Peter Parker era criança, antes de ganhar os poderes de aranha. Estima-se que ele tivesse por volta de 12 anos.

Na história, Peter conhece um garoto mais velho chamado Skip Westcott na biblioteca pública. Os dois ficam amigos e Peter passa a frequentar a casa de Skip, passando algumas tardes lá enquanto a mãe dele está fora trabalhando. Em uma dessas ocasiões, Skip mostra a Peter uma revista de pornografia e sugere que eles dois façam “um pequeno experimento” e “se toquem como as pessoas na revista”. Depois disso, Peter para de ver Skip e, quando questionado pela Tia May e pelo Tio Bem a respeito, conta o que aconteceu.

A história então dá um salto para o futuro e mostra o Homem-Aranha salvando um garoto de ser abusado por sua babá. Ao conversar com o menino, Peter revela sua própria história.

A motivação da história é seu propósito educativo, mas é claro que tudo soa muito estranho. O abuso sofrido por Peter nunca mais foi mencionado, e o personagem Skip Westcott também nunca fez mais nenhuma aparição.

2) ARQUEIRO VERDE

QUANDO: Green Arrow and Black Canary Vol. 1 #12 (2008)

 (Reprodução/DC Comics)

No universo pré-Novos 52, Shado era uma garota órfã adotada e treinada pela Yakuza para matar os responsáveis pela morte de seus pais. Nessa rota de vingança, seu caminho se cruzou com o de Oliver Queen. Em certa ocasião, ele a estava procurando quando ela atirou uma flecha nele e o dopou. Durante o período de recuperação, Shado forçou uma relação sexual com Oliver, da qual saiu grávida.

Shado teve o filho, o qual batizou de Robert, e Oliver só soube da existência do garoto anos depois.

3) ASA NOTURNA

QUANDO: Teen Titans 2 (1992) / Nightwing 93 (2004)

Dick Grayson foi estuprado duas vezes. Na primeira, provavelmente a mais leve de todas, a personagem Miragem revela que dormiu com o Asa Noturna quando estava se passando pela namorada dele na época, Estelar. Veja abaixo.

 (Reprodução/DC Comics)

Na segunda ocasião, provavelmente a mais polêmica desta lista, Asa Noturna se alia a uma nova heroína chamada Tarantula. Os dois combatem o vilão Blockbuster e, após uma luta em um prédio, Tarantula atira e mata o inimigo. Dick Grayson, chocado com a cena e sentindo que falhou com ela e com todos, tem um colapso nervoso na laje do prédio. A moça se aproveita dessa condição e abusa sexualmente dele.

 (Reprodução/DC Comics)

A roteirista dessa história, Devin Grayson, é mulher. 10 anos depois a publicação da revista, ela se desculpou em uma entrevista: “Eu estava errada. Eu pisei na bola com isso e peço desculpas. […] Eu usei um estupro literal como um jeito metafórico de mostrar o fundo do poço. Eu deveria ter sido mais sensata e certamente sou agora. Eu estava me concentrando tanto em outros elementos da cena que pareciam mais significantes narrativamente para mim que perdi a noção do poder e da consequência não-simbólica do gesto que eu estava usando”.

4) THOR

QUANDO: Avengers 219 (1982) / Thor 358 (1985)

 (Reprodução/Marvel)

 (Reprodução/Marvel)

Thor foi estuprado não apenas uma, mas DUAS vezes. E ambas de um jeito parecido. Na primeira, Serpente da Lua usa seus poderes telepáticos para convencer Thor a dormir com ela. Na segunda, Lorelei, irmã de Encantor, usa vapores mágicos para seduzir Thor e fazê-lo dobrar-se à sua vontade.

 (Reprodução/Marvel)

Vale lembrar que Lorelei também apareceu no Universo Cinematico Marvel, mais especificamente na série Agents of S.H.I.E.L.D. E ela gerou polêmica justamente por ter estuprado homens na série.

5)BATMAN

QUANDO: Batman Incorporated 2 (2006)

 (Reprodução/DC Comics)

Talia al Ghul, filha de Ra’s al Ghul, possui uma relação de amor e ódio com o Batman. Ela o considera um espécime masculino ideal e quer ter seu filho para que ele seja o herdeiro da Liga dos Assassinos. Batman, claro, não quer saber de nada disso. Essa tensão permaneceu por anos, até que, em 2006, no arco Batman e Filho, o escritor Grant Morrison decidiu desenvolvê-la.

É revelado que, certa noite, Batman foi drogado por Talia para ser obrigado a cooperar num “experimento eugênico depravado”. Talai diz que escolheu Bruce, o homem perfeito, para criar um herdeiro perfeito, e que o herói cooperou “magnificamente”. O resultado disso foi que Talia engravidou e teve um filho, Damian.

Hoje, Damian é parte importante do universo do Batman, lutando ao lado dele como Robin. Pouca gente deve lembrar que ele foi fruto de uma relação não-consensual…

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!