Logo ME

Como é a rotina de um autor de mangás?

1. CADA UM NO SEU QUADRADO

img1 img1

img1 (/)

No Japão, estima-se que há mais de 6 mil mangakás (desenhistas de mangás), quase todos em Tóquio. Cada um tem um cronograma de trabalho bastante puxado. Para dar conta do ritmo de publicação semanal, os artistas trabalham mais de 15 horas por dia, sete dias por semana, com tempo apenas para dormir e comer

Essa era a rotina de Hiroshi Shiibashi quando era autor do mangá Nurarihyon no Mago, que foi cancelado em 2012 após mais de 200 capítulos publicados

2. TRABALHO EM EQUIPE

img2 img2

img2 (/)

Geralmente, o mangaká não trabalha sozinho. Seu principal parceiro é o roteirista, que desenvolve o enredo e atua junto ao artista na criação dos “names”, que são os esboços do mangá numa página com roteiro e desenho. Por isso, o contato desses dois profissionais é praticamente diário – muitos chegam até a morar no estúdio de criação

3. REUNIÃO COM O CHEFE

img3 img3

img3 (/)

No Japão, para ser considerado um mangaká “de verdade”, o artista precisa publicar sua história em pequenos capítulos numa revista importante, como a semanal Shonen Jump. Nesse caso, entra em ação o editor, um tipo de gerente que faz a ponte entre o mangaká e a editora. Toda semana, o editor se reúne com a equipe para discutir o trabalho

4. A VOZ DO POVO…

img4 img4

img4 (/)

O trabalho do editor é orientado pelo ranking Table of Contents (ToC), uma avaliação feita pelos leitores. Com esse feedback, a editora pode decidir mudar a história do mangá ou até cancelá-lo. Sagas que não seguem um enredo principal e personagens que mudam de poderes são indícios disso

A Shonen Jump é a semanal mais popular do Japão. Tem cerca de 600 páginas e tiragem em torno de 2,7 milhões de exemplares

5. ADEUS, VIDA SOCIAL

img5 img5

img5 (/)

A rotina pesada faz com que o mangaká não tenha quase nenhum tempo livre. O único descanso é durante a Golden Week, uma semana entre abril e maio em que são agrupados quatro feriados. Eiichiro Oda (One Piece) não tratou uma amigdalite para trabalhar e acabou obrigado a ficar de molho por duas semanas

6. A FAMA NÃO É NADA

No mercado japonês, mesmo quem já tem fama e grana não larga o osso (ou melhor, o nanquim). Nobuhiro Watsuki, por exemplo, de Samurai X, ainda labuta 16 horas, todo dia. Já Oda, que foi assistente de Watsuki e hoje é celebrado por One Piece, declarou que dorme só três horas por dia

7. SEM PARAR

Um mangá semanal de sucesso é publicado durante anos. O mais longo ainda em atividade é Kochikame, criado em 1976 por Osamu Akimoto. Dragon Ball, um dos mais populares, foi serializado durante 11 anos. Agora imagine passar esse tempão desenhando de 20 a 26 páginas por semana, que é a média de cada capítulo

8. AJUDINHA DOS BROTHERS

Em geral, o mangaká só faz sozinho o One Shot, espécie de “episódio piloto” para medir o sucesso do mangá. Se agradar, a história começa a ser publicada toda semana e o criador passa a contar com assistentes para ajudar. Tornar-se um assistente de mangaká é uma das principais formas para começar no meio

FONTES Sites Genki Dama, Manga Reader, One Piece World e Shonen Jump consultoria Fábio Shin, professor da escola de mangá Japan Sunset