Logo ME

Manual de sobrevivência: 16 dicas essenciais para a CCXP

Obtenha todas as informações que são absolutamente necessárias para o evento nerd do ano

Nesta semana acontece a Comic Con Experience, o maior evento nerd do Brasil e um dos mais aguardados pelo público de cultura pop em todo o país.

Sabemos que você não quer pagar micão, então preparamos um guia com tudo que é absolutamente necessário saber nesses 4 dias de farra. Segure bem sua toalha e venha com a gente!

1) Atenção para o transporte

16 coisas que você precisa saber - Metrô

O evento terá estacionamento (pago, valor não divulgado), mas, se você for esperto, irá de metrô. Há vans gratuitas até o evento partindo da estação Jabaquara (linha azul) e também fazendo o caminho de volta. Se você quiser fazer o trecho a pé, dá cerca de 15 minutos de caminhada.

As vans são realmente muito úteis, mas atenção: no final do evento, todo mundo sai na mesma hora, então se formam filas enormes para pegar os veículos. Faz parte. Se quiser evitar a muvuca, você pode pedir um Uber ou andar até o metrô (em grupo, claro).

2) Leve sapatos confortáveis

16 coisas que você precisa saber - Sapatos

Essa é a dica mais óbvia, mas tem muita gente que realmente não pensa nisso. Em 2017, repetindo o que rolou ano passado, o evento ocupará 100 mil metros quadrados, uma área que corresponde a mais de 10 campos de futebol somados. Haja perna pra bater!

Portanto, deixe em casa aqueles sapatos que são bonitos, mas machucam. Prefira os confortáveis, que calçam bem, não esquentam demais e não formam bolhas. Vale até levar chinelo na mochila para ter o conforto completo.

Ah, e uma dica para os cosplayers: se o seu traje inclui saltos altos, vá ao evento usando outro sapato e troque lá dentro. Em 2015, vimos muitas cenas de dor e sofrimento, pois todo o entorno do centro de exposições estava em obras. Por isso, o chão estava irregular e com entulhos espalhados. Agora, a obra já acabou, porém é certeza que, até você cruzar a porta do evento, terá que lidar com rampas e irregularidades.

3) Se fizer cosplay, atenção à bagagem

16 coisas que você precisa saber - Bagagem

Já que falamos de cosplay, vale uma dica importante: leve o mínimo necessário para manter a roupa e retocar a maquiagem. Lembre-se que itens perigosos (tesouras, pinças, etc.) serão barrados na entrada. Assim como no ano passado, haverá um camarim para cosplayers com guarda-volumes gratuito.

O ideal é levar uma mochilinha com as partes mais complicadas ou frágeis e só colocar lá. Afinal, você não quer perder parte do seu traje no metrô, quer?

4) Leve o que comer

16 coisas que você precisa saber - Comida

A própria organização recomenda que você leve seu lanchinho. Mas atenção: se for industrializado (salgadinhos, chocolates, barras de cereais, etc.), ele tem que estar dentro da sua embalagem original. Se não for industrializado (sanduíches, pães, bolos, etc.), ele deve estar numa embalagem de plástico fechada.

Haverá praça de alimentação no evento, claro, mas os preços são sempre caros e as filas na hora do almoço são simplesmente absurdas. Toda vez que for comer lá, você vai gastar um tempo. Então, prepare-se.

5) Leve os documentos necessários

16 coisas que você precisa saber - Documentos

Se você vai retirar as credenciais no local, leve o número do pedido que você recebeu por e-mail. Se comprou pela web, não se esqueça de levar o e-ticket, além da credencial em si. Se comprou meia-entrada, não se esqueça de levar a carteirinha de estudante ou o livro (os dois servem para garantir esse benefício). Você vai precisar de um livro para cada dia evento (ou apenas um se comprou o pacote com os quatro dias).

Se você tiver entre 13 e 17 anos e for desacompanhado, é OBRIGATÓRIA a apresentação de um documento de autorização assinado pelos pais ou responsáveis. Baixe o documento aqui.

E, em qualquer caso, pelo amor do monstro do espaguete, leve RG.

6) Quer ir a algum painel? Chegue cedo

16 coisas que você precisa saber - Painel

O Auditório Cinemark será o palco dos principais painéis da CCXP. Para entrar lá, só tem um jeito: chegar bem cedo, pegar a fila que rola antes da abertura do evento e garantir seu lugar na fila de entrada para o auditório.

Como regra, a organização não esvazia o espaço quando um painel termina. Por isso, novas vagas só são abertas conforme as pessoas lá dentro vão desistindo (uma fila de espera geralmente é formada ao lado da sala). Só que, na prática, isso não acontece muito. Na sexta e no sábado, dias dos painéis mais disputados, o pessoal costuma chegar bem cedo, às vezes até de madrugada, assegurar o lugar no auditório e ficar lá literalmente o dia inteiro até assistir o que quer.

Para quem conseguir entrar, há lanchonete e banheiros específicos do espaço, de modo que dá pra sobreviver numa boa.

7) Tenha um plano b caso o Wi-Fi não funcione

16 coisas que você precisa saber - Wi-fi

A CCXP oferece Wi-Fi gratuito para o público. Em 2016, o serviço até que segurou bem, embora muitos frequentadores tenham preferido usar o Wi-Fi do estande da Gillette. Mas, caso você precise muito de internet, não confie cegamente que o Wi-Fi irá funcionar e vá preparado: cheque se seu pacote de dados aguenta o tranco.

Como há muita aglomeração de gente, é difícil pegar sinal. Existem áreas mais ou menos convenientes para isso. Em geral, os corredores são os piores lugares para tentar acessar a web e a praça de alimentação é o melhor. Dentro do auditório, o sinal costuma pegar bem também.

8) Leve dinheiro em espécie

16 coisas que você precisa saber - Dinheiro

Nos estandes, pagar as compras com cartão costuma ser relativamente tranquilo. Mas no Artist’s Alley, onde a maioria dos quadrinhistas independentes depende do Wi-Fi, a situação é bem mais difícil. É comum ficar esperando vários minutos até a máquina conseguir se conectar com o servidor.

Se você pretende comprar muitas HQs nesse espaço, vale a pena levar dinheiro em espécie (inclusive trocado). Assim você agiliza sua vida e evita stress. Além disso, o dinheiro vivo também pode ser útil para comprar lanches de pequeno valor na praça de alimentação, como refrigerantes.

9) Leve mochila ou sacola

16 coisas que você precisa saber - Mochila

Além dos seus itens pessoais de sobrevivência, você vai precisar da mochila para carregar brindes e HQs do Artist’s Alley. Lembre-se que nem todos os estandes têm sacola pra te dar (o pessoal do Artist’s Alley nunca tem) e, mesmo se tiverem, nem sempre o tamanho delas vai ser o ideal para carregar tudo o que você terá.

Acredite, a mochila vai ser uma das suas melhores amigas.

10) Baixe o app e fique ligado no Twitter

16 coisas que você precisa saber - Aplicativo

O app oficial da CCXP emitirá alertas quando houver eventos importantes acontecendo ou prestes a acontecer. Além disso, ele também tem a programação oficial e informações gerais, então é uma boa tê-lo em seu celular para o caso de precisar consultar.

Mas vale também seguir no Twitter as principais empresas expositoras, como Netflix, HBO Brasil, Marvel, Fox e o próprio Omelete. Existe a chance de que elas anunciem atividades e eventos não-programados.

Em 2015, isso deu uma polêmica danada, pois, mesmo não havendo uma sessão de autógrafos programada para David Tennant e Krysten Ritter, a Netflix anunciou em seu Twitter, à tarde, que as primeiras 120 pessoas que passassem no estande e pegassem senha ganhariam o autógrafo. Só que os fãs estavam todos no auditório, esperando o painel de Jessica Jones (que foi um desastre devido à má organização do evento).

11) Faz muito calor lá dentro, esteja preparado

16 coisas que você precisa saber - Calor

A previsão do tempo para o evento é típica do verão brasileiro: máximas de 30 graus ou mais em todos os dias. Há possibilidade de chuva também na quarta-feira (spoiler night) e no domingo. No entanto, dentro do evento, a temperatura costuma ser mais alta.

Lembre-se que a CCXP ocorre num espaço fechado, cheio de luzes fortes e com uma aglomeração extrema de pessoas. É lógico que vai fazer calor! Portanto, use roupas leves e carregue água na sua mochila. Há bebedouros espalhados pelos pavilhões, geralmente próximos aos banheiros, para você reabastecer sua garrafinha ao longo do dia.

Se você se sentir mal, vale ficar um tempinho sentado na praça de alimentação, onde a temperatura é mais baixa. Ah, e pegue os panfletos distribuídos nos estandes. Eles dão ótimos leques!

12) Leve remédios

16 coisas que você precisa saber - Remédios

Essa é outra obviedade, mas precisa ser dita. Se você costuma ter problemas como enjoos, dores de cabeça e dores musculares, leve remédios para evitar passar mal. Você vai querer bater a cabeça na parede quando começar a sentir dor após passar três horas em pé numa fila e lembrar que não trouxe um analgésico ou um anti-inflamatório.

13) Prepare seu celular

16 coisas que você precisa saber - Prepare celular

Vá com o celular completamente carregado e leve o carregador na mochila, pois há locais para recarga (embora isso exija que você fique lá plantado esperando). Diminua a luminosidade da tela e ajuste seu aparelho para um modo de economia de energia, de modo que ele não gaste a bateria com apps desnecessários rodando no fundo.

Vale liberar um espaço no aparelho para as fotos e vídeos que você vai fazer lá. Mas, acima de tudo, tenha bom senso: você sabe que vai precisar do celular, especialmente para achar os amigos ao longo do dia, então é essencial preservar a bateria. Se você a ficar gastando com besteiras, vai ficar incomunicável e com certeza acabará pagando por isso.

14) Faça um cronograma

16 coisas que você precisa saber - Cronograma

O evento é gigantesco e as chances de você não conseguir ver tudo o que quer são altas. Portanto, programe-se. Quer ver um painel? Saiba que vai perder quase o dia inteiro lá, então reserve outro dia para ver os estandes. Quer um brinde de um estande? Tenha em mente que a fila vai te tomar um tempo, então calcule se vale a pena.

É muito importante estudar o mapa do evento (ainda não divulgado no momento de criação deste post) e anotar os estandes em que você quer ir. Quando chegar, vá lá direto e já tire isso do caminho. Alguns dos estandes são extremamente disputados (especialmente o da Comix e o da Panini, que costumam ter filas quilométricas).

Ah, e uma dica: alimente-se muito bem em casa antes de ir ao evento e almoce depois do horário comum (ou seja, a partir das 14h). Dessa forma, você vai gastar menos tempo com as filas da praça de alimentação e logo estará liberado para voltar a passear nos estandes.

15) Quer comprar algo? Corra! Ou não

16 coisas que você precisa saber - Colecionáveis

Existem dois tipos de pessoas na CCXP: as que compram o que querem assim que chegam e as que deixam as compras para o final. Os dois jeitos têm vantagens e desvantagens. Explicamos.

Quem compra assim que chega geralmente pega os estoques cheios (especialmente se for na quinta-feira, dia ideal para as compras). Porém não ganha nenhum desconto, já que os lojistas ainda não estão tentando se livrar do estoque.

Já quem deixa para o final (especificamente o domingo) consegue pegar descontos bons em quadrinhos e colecionáveis. No entanto, pega as sobras do estoque. Ou seja: há boas chances de aquele boneco que você tanto quer já estar esgotado.

Se você quiser comprar quadrinhos, o estande da Comix é geralmente o local com mais variedade, mas eles não costumam oferecer descontos. Se estiver atrás de mangás, corra para o estande da JBC: eles costumam vender pacotes com a numeração completa de alguns dos seus títulos a preços camaradas.

16) Respeite os cosplayers

16 coisas que você precisa saber - Respeitar cosplayers

O cosplayer não é um brinquedo de parquinho pra você sair agarrando. Não pegue na fantasia – as partes podem ser frágeis. Se a pessoa estiver com body paint, evite encostar para não criar falhas. E seja sempre educado: não tire fotos sem autorização e respeite os momentos de descanso dos cosplayers.

Seguindo essas regras, é difícil dar mancada. E, em geral, os cosplayers são muito simpáticos e curtem tirar fotos com o público. Aproveite o show: muitos visitantes têm cosplays tão elaborados que é difícil não se impressionar.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Matheus Oliveira

    Muito boa matéria!

    Curtir