Logo ME

12 quadrinistas incríveis que já ilustraram para a ME

No clima da Comic Con Experience, fuçamos o nosso arquivo de matérias para relembrar artistas que já colaboraram para a revista

Fábio Moon e Gabriel Bá

Reconhecidos internacionalmente, os irmãos gêmeos já venceram diversas vezes o prêmio Eisner, considerado o Oscar dos quadrinhos. Daytripper, a graphic novel que os consagrou, liderou a lista de mais vendidas do The New York Times. Treze anos atrás, em 2004, eles ilustraram a matéria “Quais foram as mais espetaculares fugas de presos?“.

(Fabio Moon e Gabriel Bá/Mundo Estranho)

 

Rafael Sica

O quadrinista e ilustrador gaúcho, autor da série Ordinário, já colaborou diversas vezes para a revista, como nas matérias “O que é um paradoxo?” e “Como vive um rato de laboratório?“, de 2013,  “Quais as perguntas mais bizarras já recebidas pela ME?“, de 2014 e “Um cheiro ruim é capaz de matar? “, de 2016.

(Rafael Sica/Mundo Estranho)

 

Allan Sieber

O cartunista e ilustrador já desenhou para os jornais Folha de S.Paulo e O Estado de S. Paulo, e atualmente possui um blog no UOL. Vencedor do Troféu HQ Mix, Sieber ilustrou, no longínquo ano de 2004, a matéria “Como é feito um desenho animado?“.

(Allan Sieber//12 quadrinistas incríveis que já ilustraram para a ME/Mundo Estranho)

Fernando Gonsales

Fernando é um cartunista experiente. Foi ele quem criou a tirinha Níquel Náusea, estrelada pelo personagem-título. Publicado em diversos jornais pelo país, o artista também é um grande vencedor do HQ Mix. Dentre as diversas contribuições para a ME, é possível ver o trabalho dele na matéria “Como é dado o nome científico a uma espécie animal?“, de 2008.

(Fernando Gonsales/Mundo Estranho)

 

Sam Hart 

O anglo-brasileiro é o autor de Atômica: A Cidade mais Fria, graphic novel que foi levada às telas do cinema neste ano, com Charlize Theron no papel principal. Um dos últimos trabalhos de Hart para a revista foi a Teoria da Conspiração “O ataque às Torres Gêmeas foi umas farsa“, de 2015.

11SETEMBRO_WTC

(Sam Hart/Mundo Estranho)

Sam estará no Artist’s Alley da CCXP deste ano, na mesa A17.

 

Rod Reis

Com passagens tanto pela DC quanto pela Marvel, Rod já trabalhou com personagens como Superman, Asa Noturna, Aquaman e Guardiões da Galáxia. Junto com Sam Hart, ele ilustrou a P&R “Como é ressuscitada uma vítima de parada cardíaca?“, em 2004.

    (Sam Hart e Rod Reis/Mundo Estranho)

    Rod também estará na CCXP esse ano. Ele ficará na mesa E33 do Artist’s Alley.

     

    João Montanaro

    Com apenas 14 anos, João já produzia charges para a Folha de S.Paulo. Autor de dois livros (Cócegas no Raciocínio Eu Não Me Arrependo de Nada), o desenhista já fez diversos desenhos para a ME. É dele, por exemplo, a matéria “As 41 mortes mais bizarras do mundo“, capa da edição de março deste ano.

    (João Montanaro/Mundo Estranho)

      

    Chiquinha

    Vencedora do Troféu HQ Mix pela publicação Uma Patada com Carinho, Chiquinha já desenhou para diversos jornais do Brasil, como Zero Hora, Jornal do Brasil e Diário de Pernambuco. “O que acontece no corpo de quem passa muito tempo no espaço?“, publicada na edição de junho, é dela.

      (Chiquinha/Mundo Estranho)

       

      Eduardo Ferigato

      O quadrinista, que já trabalhou no mercado norte-americano, ficou conhecido por ser um dos autores de QUAD, HQ independente que se passa em um futuro pós-apocalíptico. Já colaborou para diversas matérias da seção Teoria da Conspiração, como em “Somos controlados pelos reptilianos?“, de 2015.

        teoria_reptilianos

        (Aluísio C. Santos/Mundo Estranho)

        Ferigato também marcará presença na CCXP deste ano.

         

        Aluísio C. Santos

        Aluísio também é um dos autores de QUAD e é um colaborador de longa data da ME. Em 2015, ele ilustrou a P&R “Como funciona Wall Street?”, uma matéria em formato de história em quadrinhos, e “Lilith, a primeira mulher de Adão”.

        (Aluísio C. Santos/Mundo Estranho)

         

        Caio Cacau

        O artista começou sua carreira no início dos anos 2000 e, de lá pra cá, trabalhou nas principais editoras de quadrinhos, como Marvel, DC e a Darkhorse. Na ME, Caio já fez diversas participações. Dentre as mais recentes, está a Teoria da Conspiração “O acidente que matou Juscelino Kubitschek foi provocado?“, publicada em julho.

        (Caio Cacau/Mundo Estranho)

        Caio estará na mesa G14 do Artist’s Alley este ano.