Logo ME

7 coincidências históricas que não estão nos livros

Não é de hoje que a vida nos prega peças

d3 ilustracao close1 Ilustração: Leandro Lassmar

Confira 7 casos de coincidências históricas que provam que a vida sempre foi malandra.

7 x 3 = DEU AZAR OUTRA VEZ

Quando o rei da França Luís 16 era criança, foi advertido por um astrólogo a ficar sempre cauteloso nos dias 21 de cada mês. Ele seguiu o conselho tanto quanto pôde, mas o destino o alcançou: em 21 de junho de 1791, ele foi preso tentando escapar da Revolução Francesa. No dia 21 de setembro de 1792, a França aboliu a monarquia. Em 21 de janeiro de 1793, ele foi executado

CAIM E ABEL

Abraham Lincoln, o presidente norte-americano que guiou o país na Guerra Civil, foi assassinado por John Wilkes Booth em 1865. O que nem todos sabem é que, pouco antes do crime (a data é incerta), seu filho Robert Lincoln caiu nos trilhos de um trem e foi salvo por ninguém menos que… Edwin Booth, irmão do assassino de Abraham!

DISFARCES TROCADOS

Durante a 1ª Guerra Mundial, os britânicos transformaram o navio de passageiros RMS Carmania num navio de guerra e o disfarçaram como o navio de passageiros alemão SMS Cap Trafalgar. Adivinhe qual embarcação esse navio afundou em 14 de setembro de 1914? Isso mesmo, o verdadeiro SMS Cap Trafalgar. Que os alemães haviam disfarçado como o quê? O próprio RMS Carmania, para parecer um navio de passageiros

MENSAGEM VALIOSA

Na Guerra Fria, espiões da União Soviética usavam moedas ocas para passar mensagens. Sem querer, uma dessas foi parar nas mãos de um garoto nos EUA, que descobriu uma mensagem criptografada dentro e a entregou às autoridades em 1953. O código permaneceu indecifrado até que, em 1957, o espião russo Reino Hayhanen, que estava infiltrado havia cinco anos, se entregou às autoridades e recebeu a tarefa de decifrar o código. Aí veio a descoberta: tratava-se de uma mensagem de boas-vindas para o próprio Hayhanen, que havia extraviado e nunca chegado ao destinatário

MULHER AO MAR

Violet Jessop foi uma enfermeira argentina azarada… ou sortuda. Especializada em trabalhar em navios, em 1911 ela tripulava o RMS Olympic, que colidiu com o cruzeiro HMS Hawke e quase afundou. Em 1912, arranjou outro navio para trabalhar: o Titanic. Após sobreviver à tragédia do choque com o iceberg, ela arranjou emprego no Britannic… que afundou em 1916 após colidir com uma mina marinha. Conhecida como “Miss Inafundável”, Violet só morreu em 1971, aos 83 anos

LEVA UM CINTINHO, FILHO!

Durante a 2ª Guerra, em 1942, o norte-americano Elgin Staples tirava um cochilo no navio USS Astoria, onde trabalhava, quando acordou e viu que a embarcação estava afundando. Ele se safou graças a um cinto salva-vidas. O barco que o resgatou também afundou – e ele foi salvo pelo mesmo cinto. Isso foi em Gualdacanal, próximo à Austrália, mas o cinto vinha dos EUA. Ao chegar em casa, ele descobriu, atônito, que o cinto havia sido feito na fábrica em que sua mãe trabalhava – e que ela própria o havia inspecionado e aprovado

CRUZADINHAS INIMIGAS

Leonard Dawes, um professor aposentado, produzia as palavras cruzadas do jornal britânico Daily Telegraph durante a época da 2ª Guerra. Em um intervalo de duas semanas em maio de 1944, seus passatempos incluíram palavras como Utah e Omaha (codinomes de duas operações dos EUA no Dia D), entre outros termos suspeitos. O serviço secreto britânico interrogou Dawes achando que ele era um espião alemão, mas tudo não passava de coincidência

VEJA TAMBÉM:
+ 13 coincidências incríveis que aconteceram em cenas do dia-a-dia 
+ 8 coincidências que aconteceram em tragédias 
+ 7 coincidências no mundo das artes