Logo ME

Como é dividida uma fronteira?

Tem que ter acordo

Pergunta do leitor Guilherme Cardoso, São Paulo, SP
Ilustra Alexandre de Souza
Edição Felipe van Deursen

Com um consenso entre os vizinhos. Em geral, acidentes geográficos marcam a fronteira que aparece nos mapas. O motivo é prático: montanhas, rios, lagos e braços de mar servem para dividir territórios com mais segurança e dificultam as tentativas de invasão. Divisas lineares, como as que existem nos Estados Unidos, no Canadá e em boa parte da África, são exceções estabelecidas por motivos políticos e burocráticos. Ao longo da história, nenhuma divisa se mostrou definitiva. Todas elas, em algum momento, mudaram, porque até o século 20 os limites entre países e estados eram amplamente ignorados – invadir um território poucas vezes causava uma crise. Hoje essa farra é mais contida, pois há órgãos internacionais, como a ONU e o Tribunal de Haia, para solucionar impasses e conter ânimos exaltados.

Marcos territoriais
Os acidentes geográficos mais comuns para demarcar fronteiras – e algumas disputas em torno deles

(Alexandre de Souza/Mundo Estranho)

Rios
Definem parte considerável das fronteiras. Na guerra, têm uma grande vantagem estratégica, pois aquele que resolve cruzar um rio de divisa acaba se expondo demais

Exemplos – O Danúbio, na Europa, desenha fronteiras entre dez países diferentes. O território da Gâmbia se limita às margens do rio homônimo

 

(Alexandre de Souza/Mundo Estranho)

Montanhas
Cordilheiras formam uma excelente barreira de defesa e ajudam a demarcar limites com facilidade

Exemplos – As montanhas Dângrêk são disputadas entre Camboja Tailândia. A Cordilheira do Condor já provocou um conflito armado entre Peru e Equador

 

(Alexandre de Souza/Mundo Estranho)

Lagos
Os maiores do mundo separam vários países simultaneamente. As disputas acontecem na navegação e na exploração comercial

Exemplos – O Khanka marca a divisa entre China e Rússia. E o Lago Vitória separa Uganda, Tanzânia e Quênia

 

  •  A CIA estima que há hoje 189 regiões com disputas territorias

 

(Alexandre de Souza/Mundo Estranho)

Mares
Formam divisões óbvias entre países. Mas penínsulas e braços contínuos de praia podem representar problemas diplomáticos

Exemplos – O Estreito de Gibraltar é disputado há séculos por Reino Unido (que controla um território na região) e Espanha. Chile e Peru não se entendem sobre suas fronteiras marítimas. Em alto-mar, as ilhas Spratly são um cabo de guerra entre China, Taiwan, Filipinas, Vietnã, Malásia Brunei

 

BRIGAS FEIAS
Oito tretas das quais você nunca ouviu falar

Point Roberts – Estados Unidos x Canadá

Bir Tawil – Egito x Sudão

Ilhas Kuril – Rússia x Japão

Liberland – Croácia x Sérvia

Montanhas Baekdu – Coreia do Norte x China x Coreia do Sul

Treriksröset – Suécia x Noruega x Finlândia

Rio San Juan – Costa Rica x Nicarágua

Ibiapaba – Ceará x Piauí

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!

FONTES CIA World Factbook e Hague Justice Portal