Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como surgiu o kung fu?

Popularizada pelo cinema, a modalidade é marcada por movimentos rápidos e precisos.

Por Tiago Cordeiro Atualizado em 26 nov 2019, 18h58 - Publicado em 4 fev 2010, 18h32

A luta que conhecemos como kung fu na verdade se chama wushu e foi criada há pelo menos 4 mil anos, na Mongólia, espalhando-se pela China. A falha de comunicação foi do missionário francês Jean Joseph Marie Amiot (1718-1793), que acabou rebatizando a luta com uma expressão que significa “trabalho duro”, em cantonês.

De qualquer forma, foi como kung fu que essa arte marcial ganhou fama no Ocidente e, a partir dos anos 1960, passou a estrelar no cinema. Muito antes disso, porém, o wushu – “arte da guerra” em mandarim – era mania nacional na China desde 700 a.C. Ao longo do tempo, o wushu ganhou dezenas de variações, muitas delas criadas em templos famosos, como Shaolin, Fukien e Huanshan. Em 1949, o governo chinês criou regras oficiais para competição, usadas até hoje nos campeonatos mundiais que rolam a cada dois anos.

Efeitos especiais

NO ATAQUE

Vale até ser acrobático para acertar o adversário

Salto de 540º

Este giro e meio no ar, finalizado com um chute baixo, impressiona. Trata-se, porém, de um golpe mais bonito do que eficiente.

Martelo

Por ser muito veloz, este golpe ajuda a pegar o rival desprevenido. Se for mal aplicado, porém, abre a guarda para o contra-ataque.

Joelhada

Golpe dos mais comuns nos filmes de kung fu: com um salto preciso, o lutador cai com o joelho ferindo as pernas do adversário.

NA DEFESA

Bloquear sequências de golpes não garante contra-ataques

Giro de mãos

É eficaz contra golpes altos em sequência, mas não evita que o oponente continue na ofensiva e encurrale o adversário.

Bloqueio

Evita golpes fortes e diretos na altura do tronco. Apesar de ser muito eficiente, não ajuda na preparação do contra-ataque.

Empurrão

Neste caso, a defesa é o melhor ataque. Um movimento rápido em direção ao peito faz o adversário recuar e perder o equilíbrio.


  • BRUCE LEE (1940-1973)

    Com a lenda das artes marciais e do cinema, não tinha nada coreografado e as lutas filmadas eram espontâneas. Além de se tornar um mestre do wushu, Bruce Lee criou seu próprio estilo de luta, o Jeet Kune Do. Enquanto atuava e praticava artes marciais, o cara ainda arranjou tempo para se formar em Filosofia.

    Continua após a publicidade

    – Um dos golpes mais famosos nos filmes, o soco de uma polegada, é mais usado no wing chun, arte marcial chinesa que Bruce Lee dominava.

    – Os estilos derivam do movimento de 12 seres: urso, serpente, águia, tigre, dragão, galo, cavalo, louva-a-deus, macaco, gavião, andorinha e garça.

    – Antes de ser ator, o mestre Jet Li também demonstrou a luta para autoridades. Foi em 1974, na Casa Branca, diante de Richard Nixon.

    – Por volta de 200 a.C., muitas mulheres eram mestras. Uma das mais conhecidas foi Yuenu, que se apresentou para o imperador Goujian.


    VITRINE ESPORTIVA

    Competições oficiais reúnem lutadores de vários estilos em combates e exibições

    Corpo a corpo

    Na competição, as lutas rolam em um tablado elevado e os lutadores, descalços, usam luvas e protetores de cabeça. As apresentações coreografadas, individuais e coletivas, por sua vez, acontecem no chão e lembram as provas de solo da ginástica olímpica.

    A regra é clara

    Um dos 13 árbitros fica no tablado e orienta a luta junto com dois auxiliares. Os outros dez contabilizam, de longe, os pontos de cada lutador para a contagem final.

    Ponto certo

    A luta é decidida por nocaute ou por pontos. Para golpes simples, valem mais os que acertam a cabeça. Golpes no tronco valem um pouco menos e nas pernas menos ainda. O que dá mais pontos, porém, é encaixar uma sequência de golpes ou mandar um daqueles de difícil execução, como o salto de 540º.

    Tempo de luta: de 1min20s a 5min.


    PEÇAS E ACESSÓRIOS

    As armas do wushu estão ligadas à tradição militar chinesa

    DAO: Na China, este sabre usado na Ásia há 5 mil anos é a mais básica das armas.

    BIAN: Espada curta, usada no estilo Shaolin Quan, aparece em vários filmes.

    MARTELO: Formado por uma corda de 4m com dois pesos de 180g na ponta.

    DAN: Tridente muito comum no kung fu, principalmente no estilo Chuang Fa.

    Continua após a publicidade
    Publicidade