Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

É possível criar revólveres a raio laser?

Na teoria, sim. Mas, na prática, é difícil que um dia eles existam. “Os maiores impedimentos são o tamanho do equipamento e a energia necessária”, afirma o engenheiro Wagner de Rossi, do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), em São Paulo. Wagner trabalha com raios laser industriais capazes de cortar enormes chapas de aço. […]

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h18 - Publicado em 18 abr 2011, 18h56

Na teoria, sim. Mas, na prática, é difícil que um dia eles existam. “Os maiores impedimentos são o tamanho do equipamento e a energia necessária”, afirma o engenheiro Wagner de Rossi, do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), em São Paulo. Wagner trabalha com raios laser industriais capazes de cortar enormes chapas de aço. No entanto, esses equipamentos pesam mais de 2 toneladas e têm cerca de 10 mil watts de potência – algo como a potência de mais de 20 geladeiras. Desenvolver uma bateria com essa capacidade que caiba em uma pistola está muito além do que a tecnologia pode realizar, mesmo daqui a vários anos. Outro problema seria a distância dos disparos. O laser industrial fica a meio milímetro do material que irá cortar. Para um raio desses acertar um alvo a muitos metros, seria preciso controlar a perda de energia e focalizá-lo na distância correta, como uma câmera fotográfica.

Resultado: compensa bem mais desenvolver armas de projéteis, que provavelmente continuarão dominando a cena por muito tempo. Mas vale observar que nos Estados Unidos estão sendo testadas armas a laser com potência muito baixa, que uma bateria de menor porte seria capaz de gerar. O objetivo dessas armas seria emitir raios que apenas desestabilizariam os músculos da vítima, deixando-a paralisada.

Publicidade
Mundo Estranho, Tecnologia
É possível criar revólveres a raio laser?
Na teoria, sim. Mas, na prática, é difícil que um dia eles existam. “Os maiores impedimentos são o tamanho do equipamento e a energia necessária”, afirma o engenheiro Wagner de Rossi, do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), em São Paulo. Wagner trabalha com raios laser industriais capazes de cortar enormes chapas de aço. […]

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade