Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Os vikings realmente chegaram à América?

Por Danilo Cezar Cabral Atualizado em 4 jul 2018, 20h26 - Publicado em 7 ago 2014, 18h49

Pergunta do leitor – Arthur Mont-Morency,

Fortaleza, CE

vikings-na-america

Sim, 500 anos antes de Cristovão Colombo! E eles não foram até lá para matar e saquear. Os antigos nórdicos eram eficientes produtores rurais que, fora das temporadas de plantação e colheita, investiam no comércio com outros povos, na Europa e até na Ásia. Isso os tornou exímios navegadores. A má reputação só surgiu por volta de 772, quando o rei dos francos Carlos Magno declarou guerra aos pagãos. Isso obrigou os “bárbaros” a trocar o comércio amigável por saques-surpresa, chamados “raides”.

De lá para cá

Faça como os vikings: comece lendo lá no oriente (direita) e siga para o ocidente (esquerda)

1. RUMO AO ORIENTE

Ao longo do século 8, as navegações se concentraram na Escandinávia. Seus barcos eram versáteis e transitavam também em rios. Foi assim que chegaram aos mares Cáspio e Negro, antes do século 11. Também contornaram a península Ibérica e alcançaram o norte da África e a Itália. O objetivo era o comércio ou a pilhagem, sem intenção de permanência

2. DESTINO PREFERIDO

O vizinho mais visitado e influenciado foi a Inglaterra. Ali, fizeram assentamentos permanentes e milhares de raides. A violência era grande, mas não era frequente. Em 865, o “Grande Exército Pagão”, liderado pelos irmãos Ivar sem Ossos, Halfdan e Ubbe Hagnarsson, conquistou o norte inglês. A briga pelo domínio do país durou até 1066

3. PERDIDO E BANIDO

Continua após a publicidade

No século 9, Naddodd, das Ilhas Faroe, descobriu a Islândia por acidente quando vendavais desviaram sua embarcação. O primeiro viking a se estabelecer por lá foi Grímur Kanban, por volta de 825. No mesmo século, o norueguês Thorvald Asvaldsson foi banido de seu país por homicídio culposo e se exilou nessa nova terra

4. DE PAI PARA FILHO

O filho de Thorvald, Erik Thorvaldsson, conhecido como “Erik, o Vermelho”, seguiu os passos do pai e foi expulso da Islândia por um homicídio múltiplo. Decidiu explorar uma massa de terra a oeste, avistada por dois outros navegadores… Era a Groenlândia, que Erik descobriu e explorou durante os três anos de seu exílio

5. POR ACASO, NA AMÉRICA

Nascido na Islândia entre 970 e 980, Leif Eriksson, filho de Erik, o Vermelho, também deixou sua terra natal. Convertido ao cristianismo, rumou para a Groenlândia com o intuito de converter a população. Mas foi atingido por uma tempestade e parou no que hoje são a Terra Nova e o Labrador, no Canadá. Ele curtiu o clima e ficou por lá

Escolhemos ilustrar esta matéria com Lego porque é um brinquedo escandinavo: ele foi criado na Dinamarca!

Vikings não usavam chifres. Esta “fama” foi criada pelos cristãos, associando-os ao diabo. Mas, nessa ilustração, optamos por manter o visual original do Lego

Fizeram e contaram

Descoberta da América também consta em documentos nórdicos

Escavações no século 20 comprovaram que os vikings descobriram a América. Além dos sítios arqueológicos, as Sagas Vikings, registro histórico escrito pelo próprio povo, também relata as navegações. Nelas, Gunbjorn Ulfsson e Snaebjorn Galti são citados como os primeiros a avistarem a Groenlândia, e o mercador Bjarni Herjolfsson é creditado por avistar, antes de Leif, ilhas que hoje integram o Canadá.

FONTES Livros Vikings, de Else Roesdahl, A History of the Vikings, de Gwyn Jones, e Vikings: The North Athlantic Saga, de Willian F. Fitzhugh e Elizabeth Ward, e sites National Geographic, About e skemman.is

Continua após a publicidade
Publicidade