Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Por que o uniforme da seleção da Itália é azul, cor ausente na bandeira do país?

Escolha é uma homenagem à família real que unificou o país no século 19.

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 12 jul 2021, 11h58 - Publicado em 18 abr 2011, 18h55

A cor das camisas da famosa Squadra Azzurra (“Esquadra Azul”) é uma homenagem aos Savóias, família real que protagonizou a unificação da Itália no século 19.

O azul, cor oficial da realeza italiana, passou a tingir o uniforme da seleção de futebol em 1911, quando o país ainda era uma monarquia. Na instauração da república, em 1946, a única alteração foi a troca do escudo real – vermelho com uma cruz branca, representando o brasão da família – por outro com os tons da bandeira: verde, branco e vermelho.

Mas o azul não foi a única cor do time italiano. Nas duas primeiras partidas oficiais da seleção, o uniforme era branco, simplesmente pelo fato de o tecido ser mais barato. Em 1937, a equipe adotou um modelo todo preto, cor-símbolo do governo fascista do primeiro-ministro Benito Mussolini. A experiência teve vida curta e o azul voltou depois da Segunda Guerra Mundial, em 1945.

A opção por essa cor influenciou times da colônia italiana espalhados pelo mundo. No Brasil, o Cruzeiro também joga com a camisa azul – e o Palmeiras já a usou antes de optar pelo verde.

Vale lembrar que a Azzurra não é a única seleção que traz cores diferentes da bandeira no uniforme. A Holanda, chamada de “Laranja Mecânica”, também veste o tom de sua família real em vez do vermelho, do branco e do azul de sua bandeira. Já o Japão prefere as cores da Federação Japonesa de Futebol, o branco e o azul, no lugar do vermelho e do branco do estandarte nacional.

Continua após a publicidade
Publicidade