Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Por que os filmes da época do cinema mudo são mais rápidos que a vida real?

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h10 - Publicado em 18 abr 2011, 18h57

Os diretores não eram malucos. O problema é a diferença de velocidade entre as filmadoras daquela época – que gravavam cerca de 18 fotogramas por segundo – e os projetores atuais, que reproduzem os filmes antigos na velocidade de 24 por segundo. É essa diferença que deixa os personagens do cinema mudo tão apressadinhos. Para ver aqueles filmes em seu ritmo normal, é preciso igualar a velocidade do projetor àquela utilizada durante as filmagens. A diferença, no entanto, só ocorre com as películas produzidas até 1927. A partir desse ano, com o surgimento do cinema sonoro, todos os filmes comerciais passaram a ser filmados a 24 quadros por segundo. O recurso de variação da velocidade, porém, ainda é usado até hoje. Ao imaginar uma cena em câmara lenta, o diretor filma os artistas com velocidades de 48 ou até 72 quadros por segundo. Na hora da projeção na sala de cinema, feita na velocidade padrão, os movimentos ficam mais lentos que o normal.

Publicidade