Clique e assine a partir de 8,90/mês

Por que sentimos vontade de vomitar ao colocar o dedo na garganta?

Por Redação Mundo Estranho - Atualizado em 4 jul 2018, 20h20 - Publicado em 18 abr 2011, 18h50

Por puro reflexo! Quando colocamos o dedo no fundo da garganta ou mesmo na base da língua estimulamos terminações do nervo vago, que percorre o pescoço, o tórax e o abdome. Esse estímulo chega à área do cérebro responsável pelo vômito, produzindo primeiro a náusea e, em seguida, a expulsão do conteúdo do seu estômago. “É o que chamamos de vômito induzido”, afirma o gastrocirurgião Wagner Marcondes, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Apesar de muitas pessoas recorrerem a esse método, por exemplo, após beber além da conta, todo cuidado é pouco. “Provocar o vômito com força pode causar feridas no esôfago e em casos raros até sua ruptura”, diz o clínico geral Antônio Carlos Lopes, também da Unifesp. Outro problema sério que envolve o vômito induzido é a bulimia, desordem psiquiátrica que atinge principalmente mulheres jovens. “As pessoas comem, comem e em seguida provocam o vômito para eliminar o excesso”, diz o gastroenterologista Décio Chinzon, do Hospital das Clínicas de São Paulo. Além de poder estar associada à depressão, a bulimia causa graves prejuízos físicos, como a eliminação de potássio, mineral importante para o bom funcionamento do organismo e cuja falta pode levar à desnutrição. Dentes, esôfago e céu da boca são afetados pelo vômito induzido com regularidade: os dois primeiros se desgastam com o ácido que sai junto com os restos do estômago e o céu da boca fica machucado pelo dedo.

Huuuuuuugo!
Terminações nervosas ligam a garganta ao cérebro e ao estômago

1. Quando você toca a garganta com o dedo, pressiona uma das várias terminações do longo nervo vago, que se estende da cabeça à região abdominal. Isso aciona o chamado centro do vômito, localizado na base do cérebro e também conectado a terminações do nervo vago

2. Quando o estímulo produzido na garganta chega ao cérebro, este envia uma ordem de contração para a musculatura do estômago, do abdome e do tórax. Tanta pressão faz com que os alimentos que já estavam no estômago subam de volta para o esôfago

3. Ao mesmo tempo em que o abdome se contrai, acontece o relaxamento e a abertura dos esfíncteres superior e inferior, válvulas musculares localizadas respectivamente na entrada do esôfago e do estômago. Com as válvulas abertas, o caminho para o vômito ser expelido fica livre

Continua após a publicidade
Publicidade