Clique e assine a partir de 8,90/mês

Qual a diferença entre desodorante e antiperspirante?

Conheça a história do combate às axilas

Por Geiza Martins - Atualizado em 4 jul 2018, 20h23 - Publicado em 8 jan 2015, 18h03

Pergunta da leitora – Jade Medeiros, Três Corações, MG

O antiperspirante (ou antitranspirante) inibe a transpiração e o desodorante só perfuma. Ambos costumam ter ação bactericida, que também combate o mau cheiro. Para entender melhor, é preciso saber que o suor não cheira mal. As bactérias que se alimentam dele é que produzem ácidos carboxílicos, estes, sim, fedorentos. Os desodorantes tentam mascarar os odores com aromas e alguns também contêm bicarbonato de sódio, que reage com os ácidos carboxílicos, produzindo sais sem cheiro. Já a maioria dos antitranspirantes contêm sais de alumínio, que fecham temporariamente as glândulas sudoríparas (produtoras de suor), reduzindo a sudorese.

O mundo contra o cecê

Conheça a história do combate às axilas

O desodorante surgiu no fim do século 19, nos EUA. O primeiro foi o Mum, uma cera de óxido de zinco. Antes disso, cada povo disfarçava o fedor das axilas de um jeito. Os romanos colocavam almofadas cheirosas após o banho e os egípcios se banhavam com óleos, gorduras e sabões aromatizados.

Continua após a publicidade

Fontes Livro Química na Abordagem do Cotidiano, de Tito Peruzzo e Eduardo Canto, e site História do Mundo

Consultoria Silvia Zimbres, dermatologista

– Como era feita a higiene bucal antes da pasta de dente?

– É melhor desenrolar o papel higiênico por cima ou por baixo?

Publicidade