Logo ME

Como baratas, ratos e outras pragas urbanas atacam?

Vários insetos e roedores aproveitam pequenos esconderijos dentro das casas, como ralos, encanamentos e até tomadas elétricas, para atazanarem a vida do homem moderno. Além das baratas e dos ratos, cupins, formigas e traças são outros hóspedes indesejados bastante comuns. “O maior problema do convívio com esses animais é o risco que eles representam à saúde humana”, diz o biólogo Osmar Malaspina, do Centro de Estudos de Insetos Sociais da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Rio Claro (SP). Os ratos são a principal ameaça, pois transmitem aproximadamente 200 doenças, da leptospirose à febre hemorrágica. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), um país gasta cerca de 10 dólares por ano pelos males causados por cada roedor que possui. Como se estima que no Brasil vivam 450 milhões de ratos, temos um prejuízo anual de quase 5 bilhões de dólares! Já as baratas, apesar da aparência repugnante, não são tão nocivas assim.

Apenas 40 das 4 mil espécies existentes no mundo estão em permanente contato com o homem – as demais são silvestres. As formigas, por sua vez, são uma grande ameaça nos hospitais. Ao transitarem por UTIs e centros cirúrgicos, contaminam materiais esterilizados. Em relação aos cupins, o grande problema é a destruição que eles fazem em portas, armários e móveis de madeira. “No mundo todo há cerca de 3 mil espécies de cupins descritas, mas apenas 10% são consideradas pragas”, afirma a bióloga Ana Maria Costa Leonardo, também da Unesp de Rio Claro. Já as traças são capazes de destruir bibliotecas inteiras e causar sérios danos ao guarda-roupa. “Elas preferem atacar tecidos com secreções humanas, como suor e urina, ou sujos com leite, sucos de fruta e cerveja”, afirma o biólogo Luiz Eduardo Leite Chaves, gerente de uma empresa especializada no combate a pragas urbanas.

Casa infestada
Ralos, rodapés e até eletrodomésticos podem servir como um bom esconderijo

Abrigo úmido

As baratas não causam doenças por transmissão direta, mas podem veicular moléstias pela disseminação de vírus e bactérias que adquirem quando caminham em lixeiras e esgotos. Elas adoram lugares úmidos e escuros, como ralos e caixas de gordura. Podem se esconder também perto de depósitos de lixos e em terrenos baldios. Manter as caixas de gordura limpas e bem vedadas e não deixar restos de comida pela casa é a melhor forma de evitá-las

Invasão na despensa

Além das traças (ordem Thysanura) que devoram livros e peças de roupas, existe uma espécie bastante comum que costuma se alojar na despensa da cozinha, alimentando-se de produtos como biscoitos, farinhas, chás e arroz. Para prevenir a invasão desses insetos, é preciso limpar periodicamente prateleiras, armários e guarda-roupas

Formigas eletrizantes

Dentro das casas, as formigas surgem aparentemente do nada para atacar alimentos e restos de comida. Mas onde elas se escondem? Um dos locais preferidos é em volta da parte elétrica da residência, ou seja, dentro de tomadas, conduítes e até mesmo no interior de aparelhos como liquidificadores. Para combatê-las, vede frestas de piso, azulejos e outros lugares que possam servir de ninho, recolha restos de alimentos e guarde-os bem tampados

Ameaça interna e externa

As grandes ratazanas (Rattus norvegicus) fazem tocas em volta da casa, em terrenos baldios e quintais onde achem restos de alimentos. Já o camundongo (Mus musculus) e o rato de telhado (Rattus rattus) podem ter ninhos internos, seja na parte de trás do fogão ou no forro da casa. O pior é que o encanamento de esgoto, que desemboca em ralos e até nos vasos sanitários, pode ser usado pelos ratos numa invasão. Para mantê-los longe de casa, mantenha ralos fechados e tape os vãos entre as telhas com argamassa

Devoradores de madeira

Rodapés e batentes são abrigos ideais para os cupins-de-madeira-seca (Cryptotermes brevis), que também se escondem em móveis, nos telhados ou qualquer canto que tenha madeira e ambiente seco. Já os cupins subterrâneos (Coptotermes havilandi) constroem túneis nas paredes mesmo. Ambos vivem em colônias com milhares ou milhões de indivíduos. Para evitar um ataque devastador, faça inspeções periódicas nos rodapés e nos móveis

Mergulhe nessa

Na livraria:

Como Eliminar Pragas Domésticas, Rubens Francisco Lucchetti, Nobel, 2000

Na internet:

http://www.pragas.com.br

http://www.bycontrol.com.br/pragas.htm