Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Que bichos vivem na Antártida?

Os mais famosos moradores do continente gelado são os pinguins, mas a Antártida também é o lar de outras aves, baleias, focas, peixes e crustáceos

Por Yuri Vasconcelos Atualizado em 14 fev 2020, 17h51 - Publicado em 18 abr 2011, 18h48

Milhões de animais vivem nessa região, no extremo sul do planeta, e não estão nem aí com o frio de rachar — são menos de 80 ºC negativos no inverno! A explicação para uma fauna tão rica, mesmo nessas condições adversas, é a abundância de comida, principalmente do krill, um pequeno crustáceo que é a principal “iguaria” da Antártida.

Além disso, boa parte das espécies, principalmente aves e mamíferos marinhos, não passa o ano todo no continente. Durante o inverno, quando a região congela, muitos animais migram para o norte e só voltam no final da estação. “Eles não deixam a Antártida por causa do frio em si, mas devido ao congelamento da superfície da água, que impede a busca de comida já que a maior parte dos alimentos vem do mar”, diz o biólogo Martin Sander, do Laboratório de Ornitologia e Animais Marinhos da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em São Leopoldo (RS).

Até por conta dessa dependência do rango retirado do mar, no Pólo Sul geográfico propriamente dito quase não há vida. Os bichos geralmente habitam a periferia da Antártida, onde as condições não são tão inóspitas.

Não se sabe precisamente qual é a população de animais que vivem no continente, mas os cientistas já se preocupam com a redução da vida selvagem. “Isso está ocorrendo fortemente nas regiões mais ao norte, que têm sofrido um crescente degelo”, afirma Martin Sander. Além disso, a presença cada vez mais intensiva de humanos por lá está desequilibrando o frágil ecossistema local.

  • ZOO ANTÁRTICO

    BALEIAS
    Quantas são: Cerca de dez espécies
    O que comem: Krill, peixes e lulas. As orcas ainda comem focas, golfinhos e pinguins
    Principais inimigos: Não têm inimigos naturais, só humanos
    Entre as principais espécies de “baleias” da Antártida estão a baleia-azul, a franca e a orca — que, na verdade, é um tipo de golfinho. Todas fazem migrações anuais durante o inverno para acasalar. Quando começa o verão, elas retornam para o continente gelado

    Continua após a publicidade

    PEIXES
    Quantos são:
    Cerca de cem espécies
    O que comem: Krill, fitoplâncton e outros peixes
    Principais inimigos: Pinguins, outras aves e focas
    Os peixes mais abundantes são os da família Nototheniidae, da qual faz parte o bacalhau-da-Antártida (Notothenia coriiceps), com 1,5 metro. Já o ice fish (Chaenocephalus aceratus), que tem o corpo translúcido e gelatinoso, é um dos mais esquisitos da região

    AVES VOADORAS
    Quantas são:
     Por volta de 30 espécies, com milhões de indivíduos
    O que comem: Peixes, lulas, filhotes de pinguins e crustáceos
    Principais inimigos: É uma ave também, a skua, uma predadora de outras aves da região
    Além das skuas — que parecem gaivotas, adoram roubar a comida de outras aves e atacar o ninho dos pinguins —, outra espécie numerosa é a dos petréis brancos. Essas duas aves acasalam somente na Antártida

    FOCAS E “PARENTES”
    Quantos são:
    Existem seis espécies de “focas” na região (mais de 30 milhões de animais)
    O que comem: Peixes, krill, pinguins, polvos e lulas
    Principais inimigos: Orcas e focas-leopardo, que adoram comer outras espécies de focas
    Os pinípedes — as focas e seus “parentes” — são os mamíferos mais característicos da Antártida. A maior das espécies é o elefante-marinho, que atinge 6,5 metros. Outros pinípedes bastante comuns na região são a foca-leopardo e o lobo-marinho

    PINGUINS
    Quantos são:
    17 espécies, com cerca de 20 milhões de indivíduos
    O que comem: Krill e peixes
    Principais inimigos: Foca-leopardo, orcas e algumas aves, como o skua
    Habitantes mais populares da Antártida, os pinguins são aves desajeitadas em terra, mas que nadam muito bem. Uma das espécies mais numerosas é o pinguim-adelie (o da foto lá em cima), e a maior é o pinguim-imperador, que atinge 1,15 metro de altura

    KRILL
    Quantos são:
    Estima-se que existam na região 500 milhões de toneladas de krill
    O que comem: Algas e fitoplâncton
    Principais inimigos: Peixes, aves, focas e baleias
    O krill é o mais importante elo da cadeia alimentar na Antártida. Sem ele, boa parte dos animais do continente não viveria por lá. Muito parecido com um camarão, ele mede em torno de 6 centímetros e vive cerca de cinco anos

    Continua após a publicidade
    Publicidade