Logo ME

Como acontece um coma alcoólico?

Saiba como a bebida é processada e o que acontece com o corpo a cada grama de álcool no sangue

Ocorre quando ingerimos mais álcool do que o organismo consegue metabolizar. O fígado leva, em média, uma hora para processar uma dose de bebida, mas esse tempo pode variar de acordo com o peso, a altura, o físico e o gênero. Em mulheres, o tempo estimado é de quase duas horas.

“O órgão é responsável por transformar o álcool em glicose, que nos dá energia. Mas, no caso de grande quantidade de bebida, ele não funciona corretamente e a pessoa acaba intoxicada”, explica Paulo Olzon, clínico geral da Unifesp.

Com isso, alguns órgãos, como o cérebro, o coração, o estômago e os rins, são afetados. E surgem vários sintomas, de fala arrastada à inconsciência. Nos casos mais graves, o excesso de álcool pode levar até a morte.

 

 

Veja também

 

 (Hypno Studio/Mundo Estranho)

NO ORGANISMO

O corpo leva, em média, uma hora para absorver o álcool. Mas o tempo (e os efeitos) podem variar de acordo com alguns fatores, como, por exemplo, a velocidade com que a pessoa consumiu a bebida. Comer antes de beber reduz em até três vezes a velocidade de absorção, em comparação com o consumo com o estômago vazio. O tipo de alimento ingerido também influencia.

Depois que o álcool cai na corrente sanguínea, ele é transportado para todos os tecidos que contêm água. É por isso que as maiores concentrações da substância ficam no fígado, no coração, nos rins, no estômago e nos músculos. E, xomo as mulheres possuem menos água no corpo, nelas o álcool é distribuído e metabolizado mais rapidamente e os seus efeitos são mais intensos.

O fígado, com suas enzimas, é capaz de metabolizar entre 90 e 95% do álcool ingerido. Um homem de 70 kg, por exemplo, consegue eliminar cerca de 20 ml de etanol a cada hora (o equivalente a 340 ml de cerveja ou 170 ml de vinho).

O álcool é eliminado pela urina, mas 5% é expelido pela respiração, pela saliva e pelo suor. A substância, inclusive, pode aumentar a diurese e a vontade de fazer xixi, já que inibe o hormônio que controla a reabsorção de água.

 

OS EFEITOS EM DIFERENTES ÓRGÃOS

 (Hypno Studio/Mundo Estranho)

 

COMO AJUDAR
Se a pessoa entrar em coma alcoólico, deite-a de lado para que ela não engasgue. Em seguida, chame a ambulância para que a vítima seja encaminhada ao hospital o quanto antes. Quando ela ainda está consciente, a melhor opção é a hidratação. Beber água ajuda o corpo a se recompor do porre.

 

 (Reprodução/Pixabay)

OS DIFERENTES NÍVEIS DA BEBEDEIRA

Um motorista pode ser pego no teste do bafômetro com 0,5 g de álcool no sangue – menos de uma lata de cerveja com o estômago vazio

Até 5 latas de cerveja**
(d
e 0,1 a 1 g*)
Tontura e sonolência. O cérebro é o primeiro a sentir os efeitos, porque precisa de muita glicose para funcionar. O álcool deprime o sistema nervoso central fazendo com que ele trabalhe de forma mais lenta.

De 6 a 13 latas de cerveja**
(cntre 1,5 e 2,9 g*)
A pessoa pode perder a capacidade de tomar decisões racionais, começa a ter problemas com reflexos, com a falta de equilíbrio e com a fala.

De 14 a 17 latas de cerveja**
(entre 3 e 3,9 g*)
Ocorre a perda de consciência e o indivíduo pode entrar em um estado de sedação.

Acima de 18 latas de cerveja**
(acima de 4 g*)
Há grandes chances de acontecer uma parada respiratória, que pode ser fatal.

* por litro de sangue em um homem de 70 kg

** cerveja pilsen com 35 ml e 3,5% de teor alcoólico

 

FONTES Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde, Centro de Informação sobre Saúde e Álcool (CISA) e Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (Abead)

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!