Logo ME

O que é pompoarismo?

Com essa técnica milenar, uma mulher pode fortalecer os músculos da vagina e prevenir problemas como incontinência urinária

É uma técnica de fortalecimento muscular da vagina. Recomendado por ginecologistas, o exercício torna o sexo mais prazeroso e previne contra incontinência urinária e queda da bexiga. Essa técnica milenar, criada na Índia e aperfeiçoada no Japão e na Tailândia, ganhou força no Ocidente nos anos 50 graças ao médico norte-americano Arnold Kegel. Segundo a instrutora Maria Marconete Cardoso, “pompoar significa ‘sugar o pênis’ em tailandês” e, em alguns países orientais, as meninas aprendem a técnica desde os 8 anos – sem penetração de objetos, claro! A professora, porém, alerta que “a prática é mais indicada a partir dos 18 anos, quando a elasticidade da musculatura vaginal começa a diminuir”. O pompoarismo pode ser uma arma contra estupradores, pois uma mulher bem treinada, além de bloquear a entrada da vagina, consegue quebrar um pênis. Mas atenção: O pompoarismo deve ser praticado sob orientação de instrutor. Treinar sozinha, mesmo com o kit apropriado, pode lesionar músculos. Ah, e homens também podem praticar pompoarismo, exercitando a musculatura pélvica sem uso de aparelhos.

Ginástica íntima

Técnica trabalha todos os músculos da região pélvica feminina

TREINO BÁSICO
Nas primeiras vezes, não rola penetração. A iniciante fica sentada, contraindo e relaxando os músculos internos da vagina rapidamente, como se estivesse segurando xixi. Com alguma prática, a mulher pode aumentar a força e a duração das contrações. Esses exercícios podem ser feitos diariamente

TREINO INTERMEDIÁRIO
Para adquirir força, os exercícios são feitos com pesos de 20 a 70 g, inseridos a profundidades diferentes – dependendo do tamanho do canal vaginal. O passo seguinte é melhorar a coordenação motora. Para isso, é preciso contrair bolinhas presas por um cordão na entrada, no meio e no fundo da vagina

TREINO PESADO
Entra em cena um vibrador com 15 cm de comprimento e 3 cm de largura. A rotina começa com a ponta sendo contraída na entrada da vagina e progride até a contração profunda, com o aparelho inteiro inserido. Além de aumentar a intensidade e o controle dos movimentos, esse treino aprimora sucção e expulsão

Veja também

CONSULTORIA Maria Marconete Cardoso, instrutora de pompoarismo, e Reny Reis, fisioterapeuta do Hospital das Clínicas (SP)

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!