Logo ME

Quantos pênis são amputados por ano no Brasil?

Pelo menos mil, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, que considera apenas os casos de amputação motivados por câncer. A doença responde por 2% dos tumores malignos em homens no país e costuma atingir os que têm mais de 40 anos, são de baixa renda e não passaram por circuncisão. O primeiro sintoma da doença são feridas no pênis que custam a cicatrizar (ai!). Falta de higiene no órgão genital, doenças sexualmente transmissíveis, como o HPV, e fimose, que é a dificuldade de expor a “cabeça” do pênis porque o prepúcio (a pele que a recobre) tem um anel muito estreito, são os principais fatores que predispõem ao mal – a causa exata do tumor ainda é desconhecida. De acordo com a SBU, as Regiões Norte e Nordeste concentram mais de 50% das vítimas. Além da amputação em função de câncer, existem relatos de homens que perderam o órgão genital por causa da fúria de suas companheiras. O caso mais rumoroso foi o do casal John e Lorena Bobbitt, nos Estados Unidos. Em junho de 1993, Lorena pegou uma faca na cozinha e cortou o membro de John, que a havia estuprado momentos antes. Arrependida, ela chamou o resgate e o pênis foi reimplantado com sucesso.