Logo ME

Como funciona o hovercraft?

AP1-88

AP1-88

Em inglês, o termo quer dizer algo como “embarcação que paira no ar” – e é exatamente isso que a máquina faz. “São veículos que, em vez de se apoiar no solo, flutuam sobre um colchão de ar pressurizado”, afirma o engenheiro naval Kazuo Nishimoto, da USP. Esse colchão é constantemente renovado por ventiladores enormes e contido por uma espécie de saia flexível. Outro motor – a hélice ou a jato – fornece a propulsão horizontal. Por estar de fato no ar, o hovercraft desliza sem problemas sobre qualquer superfície (água, terra, neve ou areia movediça) a velocidades de até 150 km/h. O conceito é antigo, mas só em 1959 o inglês Christopher Cockerell conseguiu construir o primeiro hovercraft que realmente funcionava, feito pelo qual recebeu o título de Sir. Hoje, há hovercrafts de todos os tipos e tamanhos, usados para fins militares, civis e comerciais. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo, por exemplo, possui duas unidades para navegar pela Marginal Tietê em dias de enchente.

Os hovercrafts só não são mais comuns devido ao alto custo e consumo de energia, já que um terço da potência dos motores é empregado só em sua sustentação. Outro problema é o barulhão dos ventiladores e do ar que escapa por baixo da saia.

Navegação acima do chão O hovercraft desliza sobre um colchão de ar

CABINE DE COMANDO

Nela ficam o piloto e sua tripulação, mais todos os controles do veículo. No alto, geralmente é instalada uma antena de rádio

SAIA FLEXÍVEL

Feita de borracha semelhante à dos pneus de automóvel, ela ao mesmo tempo contém o ar e absorve os impactos provocados por irregularidades no solo. Quando o veículo está em operação, a saia infla em cima e fica pendente embaixo, de onde escapa constantemente um fluxo de ar

VENTILADORES CENTRIFUGAIS

Sugam o ar e o forçam para baixo, no compartimento formado pela saia. A pressão assim criada é que força o veículo para cima e o mantém flutuando. No AP1-88, há 12 ventiladores distribuídos por todo o veículo

HÉLICES DE PROPULSÃO

Alguns hovercrafts têm hélices giratórias, para poder mudar a direção do veículo. Neste, elas são fixas: quem direciona o impulso são as pás de leme situadas atrás das hélices. O leme também é auxiliado pelos propulsores giratórios

MOTORES

Este hovercraft tem quatro motores a diesel. Dois deles movimentam as hélices traseiras, para propulsão horizontal; outros dois cuidam dos ventiladores centrifugais, que fornecem a sustentação vertical

PROPULSORES GIRATÓRIOS

Ligados diretamente ao colchão de ar que sustenta o veículo, esses dispositivos podem rodar ao comando do piloto e soltar ar comprimido para ajudar a direcionar o hovercraft