Logo ME

Como funciona um extintor de incêndio?

Este infográfico explica como o conteúdo de um extintor é dispersado e de que maneira ele apaga as chamas

(Raul Aguiar/Mundo Estranho)

Ele ataca pelo menos um dos três fatores que compõem o fogo: o calor excessivo, o material combustível ou a substância comburente.

Hoje, há quatro tipos de extintor, que se diferenciam pelo material que expelem, chamado de agente extintor, e pelo tipo de incêndio que combatem (veja o boxe no fim da página). Mas o modo de funcionamento é sempre o mesmo, com o uso de um gás pressurizado para expulsar o agente extintor pela mangueira.

Com exceção do de gás carbônico, os cilindros são equipados com um reloginho (manômetro). Se o ponteiro está na área verde, significa que a pressão interna está correta, e o extintor está pronto para ser usado. É também importante ficar atento à data de validade: a cada 12 meses, o cilindro precisa ser verificado, pois o agente extintor pode ter estragado.

Confira o passo-a-passo do funcionamento:

1) Todo extintor possui um lacre na alavanca, que é puxado para ser solto antes do uso. Em seguida, a mangueira deve ser apontada para a base do fogo. Ao pressionar a alavanca, o usuário movimenta para baixo uma barra chamada haste de ativação.

2) A haste possui uma ponta afiada na outra ponta. Ela desce e abre um tubo cheio de gás comprimido (geralmente, gás carbônico) dentro do extintor. Se a alavanca deixa de ser pressionada, a abertura é fechada.

3) Uma vez libertado pela alavanca, o gás escapa pela parte de cima do tubo e se expande rapidamente dentro do cilindro. A expansão do gás pressiona o agente extintor para baixo. Com isso, o material é forçado a escapar pela mangueira.

4) O ideal é que o usuário agite o extintor de um lado para o outro para um combate mais preciso do fogo. O jato dura 60 segundos, em média. Por causa disso, os vermelhões só são recomendados contra incêndios pequenos.

 

Veja também

APAGANDO GERAL
Conheça os quatro tipos de extintor disponíveis no Brasil

 

TIPO A
Conteúdo: Água
Bom contra: Fogo alimentado por madeira, papel, papelão, tecido e materiais sólidos em geral

TIPO B
Conteúdo: Pó químico
Bom contra: Líquidos inflamáveis

TIPO C
Conteúdo: Gás carbônico
Bom contra: Incêndios causados por equipamentos elétricos

TIPO D
Conteúdo: Pó químico especial
Bom contra: Fogo causado por metais inflamáveis

 

CONSULTORIA Francisco Delgado, técnico de segurança da TFS Incêndio

FONTES Sites UOL, How Stuff Works e Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!