Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como foi o caso de espionagem industrial entre Record e Globo?

Acusada de praticar esiponagem industrial contra a Globo, a Rede Record virou protagonista de uma trama novelesca

Por Marcelo Testoni Atualizado em 4 jul 2018, 20h18 - Publicado em 3 nov 2016, 16h56

globo-vs-record_espionagem-industrial_mundo-estranho1

ILUSTRAS Victor Beuren

 

Continua após a publicidade

ESTA MATÉRIA INTEGRA A REPORTAGEM DE CAPA ESPIONAGEM INDUSTRIAL. CONFIRA AS OUTRAS PARTES:

– Como foi o caso de espionagem industrial entre Coca-Cola e Pepsi?

– Como foi o caso de espionagem industrial entre Microsoft e Oracle?

– Como foi o caso de espionagem industrial dos EUA na Petrobras?

– 13 casos de espionagem industrial entre marcas que você usa

– Quais são as principais técnicas de espionagem industrial?

Quais as melhores técnicas contra a espionagem industrial?

 

Continua após a publicidade

globo-vs-record_espionagem-industrial_mundo-estranho2

1) Em 2008, a TV Globo emitiu uma notificação extrajudicial para a Rede Record sobre uma possível ação de espionagem do canal. Em informe à imprensa, a central de comunicação da emissora explicou que um de seus funcionários, cujo nome não foi revelado, havia sido “desligado da empresa por ter divulgado informações sigilosas”, por meio de seu e-mail corporativo.

2) Segundo o site da Folha de S.Paulo, o profissional demitido trabalhava na área de confecção de figurinos e cenários e sua mensagem continha dados de todos os fornecedores para as cidades cenográficas das novelas globais. Isso era um problemão: segundo a Globo, o trabalho deles nos estúdios do Projac havia lhes conferido uma “grande expertise na área”.

globo-vs-record_espionagem-industrial_mundo-estranho3

3) Ainda segundo a Folha, a mensagem havia sido enviada para um profissional no RecNov, o estúdio de novelas que a Record havia instalado a 10 km do Projac, na zona oeste do Rio de Janeiro. Na época, havia uma intensa disputa pelo ibope e a emissora de Edir Macedo havia adotado a estratégia de “copiar” o mesmo nível de qualidade das produções de sua rival.

4) A Record respondeu por meio de sua assessoria que não recebeu nenhuma notificação da Globo a respeito de uma possível ação de concorrência desleal da emissora. E ainda alfinetou: disse que a atitude “precipitada” apenas revelava a preocupação da adversária com seu crescimento. Ela estava se consolidando na vice-liderança da audiência.

 

Continua após a publicidade

FONTES Livros A Elite do Crime, de James William Coleman, The Spycraft Manual, Barry Davies, Sticky Fingers: Gerenciamento de Risco Global, de Steven Fink; sites G1, UOL, Folha de S.Paulo, O Globo, O Estado de S. Paulo,The New York Times, The Huffington Post, BBC, Daily Mail, The Guardian,FBI, TV Globo, Record; revistas EXAME, VEJA e Época Negócios

CONSULTORIA Eugênio Moretzsohn, ex-integrante da Inteligência das Forças Armadas, palestrante e consultor de práticas de segurança para empresas, e Instituto Euvaldo Lodi: Gerência Executiva de Competitividade Empresarial

Continua após a publicidade
Publicidade