Logo ME

Mistérios da Deep Web, parte 2: Todo site na Deep Web é maligno?

Não. Acredite, tem "gente de bem" nas profundezas da web: empresas, governos, ativistas políticos...

Lado bom da Deep Web Lado bom da Deep Web

Lado bom da Deep Web (/)

ILUSTRAJean Magalhães

Liberdade de expressão

O sigilo é essencial para driblar a censura em países onde a internet é controlada, como o Irã e a China. Nesta última, por exemplo, 80% das newsletters da Human Rights Watch (ONG que fiscaliza direitos humanos) são enviadas dessa maneira, para proteger os destinatários. Durante as revoltas iranianas em 2009, o total de usuários locais na Deep Web triplicou

Podres revelados

“Não dá para subestimar a importância do navegador Tor para o Wikileaks“, declarou o fundador do site, Julian Assange, à revista Rolling Stone. O site, usado para vazar denúncias e informações sobre governos, surgiu na Deep Web e pretendia ficar por lá. Mas a confirmação de vários dados divulgados e o aumento dos page views forçaram sua indexação nos buscadores

Para saber mais

Muitas universidades do mundo todo mantêm seus bancos de dados nas profundezas secretas da web. Nela, é possível encontrar mecanismos específicos de busca para conteúdo das bibliotecas de várias instituições, como a Universidade da Califórnia e Oxford. Há sistemas de pesquisas específicos por temas, como medicina, ciências e negócios

Vai e vem

O FBI estima que a espionagem industrial custa, ao ano, US$ 13 bilhões aos EUA. Nesse cenário, não dá para empresas usarem a net comum para enviar dados. “É o caso das montadoras de carros, cujos produtos podem passar anos em fase de planejamento e suas peças podem ser produzidas em vários países”, diz Ilya Lopes, especialista de Awareness & Research da Eset Brasil

Não foram só R$ 0,20

As revoltas brasileiras de junho de 2013 também tiveram um pezinho na Deep Web. É por ela que se comunicam os ativistas do Anonymous, que mobilizaram muitas manifestações. Esse grupo, que atua internacionalmente desde 2003, exige anonimato (daí seu nome e o uso da máscara de Guy Fawkes) e alega combater instituições que controlam a liberdade

ESTA É A PARTE 2 DA MATÉRIAMISTÉRIOS DA DEEP WEB. Confira as outras:

Parte 1: O que é a Deep Web?

Parte 3: Como ela torna a navegação secreta?

Parte 4: Quais os piores crimes que ocorrem lá?

Parte 5: Quais criminosos já foram presos?

Parte 6: Quais os maiores boatos e lendas urbanas falsas sobre a DW?

LEIA MAIS

Qual foi o site mais visitado em um único dia?

Por que alguns endereços da internet são .com e outros são .net?

Como funcionam os sites de busca?

CONSULTORIAIlya Lopes, especialista de Awareness & Research da Eset Brasil, Thomas Soares, engenheiro e coordenador-adjunto da Associação Software Livre, Denis Shestakov, pesquisador de pós-doutorado no Departamento de Tecnologia de Mídia da Universidade Aalto, na Finlândia, e Centro de Mídia Independente do Rio de Janeiro

FONTESSitesBright Planet,World Wide Web SizeeAnonymous, livrosTheDeep Web: Surfacing Hidden Value, de Michael K. Bergman, eSampling the National Deep, de Denis Shestakov